Roteiro para conhecer a paradisíaca cidade de Natal – RN – Inesquecível!!!featured

O estado do Rio Grande do Norte é dividido pelo Litoral Sul e Litoral Norte, sendo que no centro está a Capital – Natal, com suas seis praias urbanas e cercadas pelas lindas praias localizadas no Litoral Norte e no Litoral Sul.

Existem passeios tanto para o litoral norte, como para o litoral sul, todos que proporcionam além do tradicional banho de mar, também banhos em lagoas de água doce, em que algumas tem além de bares e restaurantes a prática de esportes pra lá de radicais, são o aerobunda (descidas aéreas nas lagoas) e o ski-bunda (descidas de skates nas dunas com chegada na lagoa).

Nos mais de 400 Km de praias do litoral temos as praias: Ponta Negra, Via Costeira, Praia dos Artistas, Praia do Meio, Praia do Forte, e depois do rio Potengi, passando por balsa a Praia da Redinha. Conheci todas com o buggy

As dunas estão entre as mais belas paisagens do nordeste, sua descida, feita em bugguies, tornou-se programa favorito dos turistas!

Vamos ao Roteiro que indico, porque fiz e foi perfeito, maravilhoso!

 

Ainda mais em plena lua de mel!!!

1º dia: Chegamos ás 14 hs de um domingo em um maravilhoso hotel na Praia de Ponta Negra, não vou ganhar nada com isso, mas vou falar o nome: Coral Plaza Hotel,  do ladinho do famoso Cartão Postal “Morro do Careca” com areia branquinha, mar azul e muitos coqueiros: Paisagem de Postal!!! Passeamos, descansamos da viagem e saboreamos um jantar especial, pois era Dia das Mães e o hotel caprichou até com show ao vivo!

2º dia: Depois de um suuper café da manhã, fomos visitar o maior cajueiro do mundo, que está localizado no distrito de Pirangi do Norte, em Parnamirim.

Árvore secular com sua copa medindo 8.400m², única de sua espécie.

O cajueiro foi plantado em 1888, por um pescador chamado Luiz Inácio de Oliveira; não é o Lula…kkk o pescador morreu, com 93 anos de idade, sob as sombras do cajueiro.

A visita é conduzida por guias que explicam as características da árvore (há guias que falam inglês e espanhol). Dentro do parque, há um mirante com aproximadamente 6 metros de altura, de onde se tem uma vista da copa da árvore e das praias das redondezas. Durante o período da safra, o cajueiro produz cerca de 80 mil frutos; os cajus são colhidos pelos visitantes.

Nesse mesmo dia, ainda deu tempo de conhecer a Fortaleza dos Três Reis Magos em formato de estrela, popularmente conhecida como Forte dos Reis Magos.

A fortaleza foi o marco inicial da cidade de Natal, fundada em 25 de dezembro de 1599 no lado direito da atual Ponte Newton Navarro. A fortaleza recebeu esse nome em função da data de início da sua construção, 6 de janeiro de 1598, dia de Reis pelo calendário católico.

Veja o que foi escrito em 1630 no contexto das Invasões Holandesas do Brasil a “memória” de 20 de maio:

Da cidade do Rio Grande [Natal] ao forte chamado os Três Reis Magos há apenas a distância duma pequena meia milha [c. 2 quilômetros], e esse forte é o melhor que existe em toda a costa do Brasil, pois é muito sólido e belo e está armado com 11 canhões de bronze, todos meios-canhões, muitas colubrinas e ainda 12 ou 13 canhões de ferro, estes porém imprestáveis; na entrada do mesmo forte há também 2 peças e daí chega-se ao paiol da pólvora as muralhas podem ter de 9 a 10 palmos de espessura e são dobradas, tendo o intervalo cheio de barro; ordinariamente há poucos víveres no forte, porque entre esses portugueses não reina muita ordem; a guarnição consta habitualmente de 50 a 60 soldados pagos e com a maré cheia o forte fica todo cercado d’água, de modo que ninguém dele pode sair nem nele pode entrar.

3º Dia: Contratamos um bugueiro muito gentil e passamos o dia inteirinho das 8 e meia até o por do sol conhecendo todo o litoral Norte de Natal. Gente, alugar o buggy é muito melhor que ir de ônibus de turismo ou carro alugado porque o bugueiro vai pelas praias o tempo todo, e não pelo asfalto, pelas estradas como os ônibus, carros e vans.

No lado norte da capital, vemos a presença marcante de praias, grandes dunas fixas e móveis, lagoas de água doce e importantes reservas de Mata Atlântica do Estado.

O que mais vemos la?

A Lagoa de Genipabu que fica na cidade de Extremoz – Grande Natal. Ocupa uma área de 1.881há, é o maior cartão postal do Estado e são nelas que se realizam os mais radicais passeios de Buggy. Já no final do passeio, pode se deliciar com a maravilhosa vista da lagoa de Genipabu com vegetação exuberante e águas azuis.

Lagoa de Pitangui: Praia de Pitangui. Extremoz – Grande Natal. Águas escuras e de profundidade razoável ótima para banho, pedalar nos pedalinhos ou saltar de cabo aéreo. Conta com salva vidas, bar e restaurante. È claro que fomos no aerobunda!!!

4º Dia: Com o mesmo buggueiro, o Sr Marco Aurélio (telefone e email no final do post), passeamos o dia todo para o lado Sul da capital.

Com paisagens maravilhosas, marcadas pela presença de falésias e palas famosas praias: Baía Formosa, Natal e Pipa. Pipa a praia mais badalada do Estado, é considerada uma das 10 mais belas do Brasil. A praia da Pipa é na verdade um complexo de praias (Cacimbinhas, Praia do Amor, Baia dos Golfinhos etc.).

Nós vimos golfinho nadando na mesma praia que a gente!! Lindooos!! Possui ainda a Vila de Pescadores, Caminhada Ecológica com Muralha de Falésias onde esconde o grande santuário ecológico e passeio de barco. Pipa pertence ao município de Tibau do Sul, nome indígena que significa entre duas águas (já que é cercado pela Lagoa de Guaraíras e o Oceano Atlântico).

No caminho de Buggy ao Litoral Sul ficamos sabendo que a cidade do Natal também é conhecida como “Capital Espacial do Brasil” por abrigar a primeira base de lançamentos de foguetes a Barreira do Inferno (Litoral Sul), instalada na América do Sul. Visitas marcadas.

Essa é a praia espelhada – Água doce brota da areia, por causa dos lençois e a agua se mistura a água salgada do oceano – é lindo demais!

5º Dia: Nos aventuramos para o lado norte novamente, agora de ônibus de empresa de turismo, para fazer o MERGULHO… ui que medo (não sei nadar..rss)

Praia,  Lagoa e Mergulho de Maracajaú: a Praia de Maracajaú é uma Vila de Pescadores que conserva ainda suas tradições e faz parte da Área de Proteção Ambiental conhecida como APA dos Corais de Maracajaú.

Fomos levados de lancha, 7 km da costa, para um aquário natural de 13 km2, excelente para o mergulho, num cenário de águas mornas e cristalinas entre corais que abrigam uma rica e colorida fauna e flora marinha.

Na maré baixa os corais afloram, formando piscinas naturais com altura variando entre 1 a 4 metros de profundidade.

Conhecido como Parrachos de Maracajaú, representa hoje um destino muito visitado por turistas de diversas regiões do Brasil e outros países.

O ecossistema é totalmente preservado, Maracajaú é um dos lugares do Brasil onde o mar é mais cristalino e adequado para mergulho de snorkeling.

Na praia existem 5 empresas que fazem o passeio com lanchas e catamarãs para os Parrachos.

Depois do almoço, fomos para Punau do Sul: Uma fazenda com plantações de coqueiro lindíssima

6º Dia: Ficamos só descansando e usufruindo de toda a beleza e conforto do hotel, com direito a Caipirinha do Cléber, o simpático barman da piscina!!! Curtimos também a praia de Ponta Negra em frente ao Hotel e fomos ver de perto o Morro do Careca!

7º Dia: Café da manhã preguiçoso e já em clima de despedida… buááá quero morar aqui!!! Amo o calor e essa mordomia entaum?! As 13:30 deixamos o hotel e fomos para aeroporto – enfrentar quatro escalas (Salvador, Rio, São Paulo e Curitiba) De volta a vida real!! Casa para organizar, fazer mercado… ai ai ai Deus me ajude…kkk

Agora algumas informações para quem quer ir visitar Natal, se tiver mais dúvidas é só perguntar:

Portal de Maracajaú – Mergulho e Restaurante Localizado a 58 quilômetros de Natal, no Litoral Norte do Rio Grande do Norte.

Tel: +55(84) 9981-9320 ou 9921.8292.

Site: www.portaldemaracajau.com.br

Bugueiro Marco Aurélio – credenciado e recomendado:

[email protected]

Telefone (84) 9945-6760

Hotel: www.coralplaza.com.br

 

Sobre o autor

Marcia Cunha

Contadora por formação e arteira de coração. Márcia Cunha nasceu no Paraná, começou no mundo da Blogosfera como um hobby e decidiu compartilhar suas ideias, projetos que inventa para decorar sua casa e suas receitas que testa nos finais de semana para os amigos.

DEIXE UM COMENTÁRIO